13 de fev de 2013

Capitulo 2 - Be Alright

Enfim acabou a aula, sai da sala e fui caminhando até o estacionamento, mas no meio do caminho acabei esbarrando em alguém, as coisas da pessoa tinham caído no chão assim como as minhas, olhei para a pessoa e pude ver Alisson

- me desculpa - eu digo
- não vê por onde anda não garota - ela diz
- eu já pedi desculpas - me abaixei e peguei minhas coisas
- não vai pegar minhas coisas? - ela fala
- deveria?
- claro, você quem me fez derrubar
- eu? por favor né - digo passando pelo seu lado, mas ela segura meu braço - da pra me soltar - falo olhando pro meu braço que ela segurava
- ajunte minhas coisas
- olha aqui garota - digo me soltando dela - não sou igual as outras meninas da escola que te idolatram e se acha que vai me fazer ajuntar suas está muito enganada  - digo saindo dali
- você me paga garota - ouvi ela gritar, algumas pessoas me olhavam assustados com a minha atitude já que enfrentei a garota mais popular da escola, não sei o que me deu, mas senti que precisava fazer isso, fui até o estacionamento e vi Aria, ela estava com o celular na mão, quando ela me viu veio até mim
- não acredito que você enfrentou Alisson
- ela é uma idiota - eu disse
- mas cuidado que amanhã com certeza ela irá fazer algo pra você
- não tenho medo dela - eu digo - mas então quer carona?
- não obrigada, estou esperando minha mãe
- tudo bem então - eu digo
- até amanhã - Aria diz
- até

Fui até meu carro e dei a partida dirigindo para casa novamente, ainda não conseguia acreditar no que eu acabará de fazer, depois de alguns minutos cheguei nem casa, guardei o carro na garagem e fui até a cozinha, a cozinheira estava lá

- oi Maria - digo
- Oi Hannah vai querer almoçar?
- não eu comi na escola - digo - e meus pais já foram trabalhar?
- sim - ela diz
- tudo bem, eu vou dormir um pouco me acorde as cinco
- tudo bem Hannah

Sai da cozinha e fui ao meu quarto,coloquei minha bolsa em um canto, tirei minha coturno e fui ao meu closet, coloquei uma calça de moletom e uma regata, me deitei na cama e dormi. Acordei com Maria me chamando, levantei da cama escovei meus dentes e desci até a sala, me sentei no sofá e liguei a tv

- vai querer algo? - diz Maria
- quero sim, quero um sanduíche e um milk shake
- é pra já - diz Maria saindo da sala

Deixei na Disney e fiquei assistindo No Ritmo, não demorou muito e Maria volta com meu lanche, agradeci ela e comi, ouvi a porta ser aberta e alguém falava no telefone, era minha mãe, ela me olhou com uma cara feia por estar comendo em seu sofá branco, ela desligou o celular

- Hannah quantas vezes vou ter que repetir que lugar de comer é na mesa e não no seu quarto e principalmente em meu sofá branco que paguei uma fortuna
- ah mãe qual é, tenho 17 anos não sou mais uma criança - digo, quando digo isso acidentalmente cai um pouco de molho no sofá
- Hannah meu sofá - diz minha mãe vindo toda desesperada
- desculpa mãe, foi sem querer - digo
- ta Hannah, agora vai tomar banho pra irmos jantar
- mas vamos jantar onde?
- seu pai tem uma janta de negócios e a familia vai junto, então trate de colocar uma roupa adequada
- ta, ta - digo

Subi para o meu quarto, entrei no banheiro e tomei um banho demorado, depois de tomar meu banho, sequei meu cabelo e enrolei as pontas, fiz uma make super básica, fui ao meu closet e escolhi uma roupa, confortável e ao mesmo tempo chique
Passei meu perfume favorito e peguei meu celular e coloquei dentro da bolsa, sai do quarto e desci até a sala meus pais estavam sentados conversando

- como estou? - digo para eles, minha mãe levanta e seus olhinhos brilharam por ela me ver usar uma roupa "decente"
- você está linda - diz minha mãe vindo até mim - o que você fez com a minha Hannah? ela não gosta de usar salto
- mãe não é que eu não gosto, mas fica mais bonito de vestido e como não gosto de usar vestidos
- não entendo o por que disso - fala meu pai - você tem pernas lindas
- eu não acho - digo - agora vamos logo antes que a gente chegue atrasado 
- ok - diz meu pai

Fomos até o carro do meu pai, entrei atras e minha mãe na frente, estava tocando Rihanna Diamons uma das minhas músicas favoritas, fiquei ouvindo a música até ela acabar, logo o carro para e estamos em um dos restaurantes mais chiques e caros de toda a Atlanta, descemos do carro e fomos para dentro, o garçom nos levou até a mesa.

[...]

Enfim em casa, não aguentava mais aquela janta, não entendia nada do que eles falavam e nem mexer em meu celular minha mãe deixava, ta seria falta de educação mas aquilo estava tão chato. Cheguei em casa e tirei aqueles saltos, tomei um banho e deitei na cama, dormi na hora. Acordei no outro dia com meu celular despertando, desliguei ele, estava morrendo de sono levantei da cama fui ao banheiro fiz minhas higienes e depois fui ao meu closet escolher minhas roupa.
Desci até a sala de jantar e meus pais não estavam mais lá, deviam ter saído já, peguei uma maça e fui para a escola já que estava um pouco atrasada, fui para o colégio e em menos de vinte minutos eu tinha chegado lá, estacionei meu carro e desci, fui até meu armário e lá encontrei Aria e Emily

- oi - digo para elas 
- oi - elas respondem
- o que fazem aqui? - perguntei
- é que Alisson mandou a gente dar um recado para você
- que recado?  - pergunto assustada
- ela disse que vai destruir a reputação que você não tem nesse colégio
- meu Deus, o que eu fiz? - digo preocupada
- é você realmente mexeu com a pessoa errada - diz Emily
- essa garota é uma vadia - digo tentando a dizer a mim mesma que nada de ruim poderia acontecer 
- também pensava assim - fala Emily lembrando de algo que tinha acontecido com ela - até o dia em que ela conseguiu me tirar da competição mais importante da minha vida
- como assim? - eu perguntei, pude notar o quando nadar era importante para Emily, nadar parecia ser sua vida
- ela fez com que eu fosse reprovada no exame antidoping - percebi que Emily ficou triste ao relembrar isso - e ela fez isso, só por que eu dancei com Justin em uma festa
- meu Deus - eu disso pasma pelo que acabei de ouvir - ela é louca
- é louca, mais é melhor evitar confronto com elas - fala Aria 
- tudo bem, não irei mais me meter com ela, agora até fiquei com medo - comecei a pensar em várias coisas que ela poderia fazer contra mim

[...]

Estava na aula de biologia, o professor estava falando sobre um trabalho que iriamos ter que fazer em dupla, e o pior ele iria escolher as duplas, estava rezando pra não cair com Katie melhor amiga de Alisson, já comecei a imaginar mil coisas que a garota poderia fazer enquanto fazíamos o trabalho, logo o professor pegou um caderno e começou a ler em voz alta as duplas

- Chaz irá fazer com Ashley - Chaz era amigo de Justin devia fazer parte do time de basquete já que ele vivia com aquelas famosas jaquetas de jogadores de basquete, Ashley era a mais nerd da sala sempre estava estudando e passava o recreio na biblioteca, Chaz sorriu pra Ashley e ela deu um sorrisinho tímido para ele, achei tão fofo os dois - Kristen irá com Taylor, Katie com - ele olhou de volta para aquela folha e eu rezava para que ele não falasse meu nome, tudo que eu menos queria nesse momento era ter que aguentar Katie - Katie vai com Ryan - soltei um suspiro de alivio e Justin riu, olhei pra ele e ele estava rindo de mim, acho que ele tinha percebido o quão nervosa eu tinha ficado - Ember vai com Jessica, Crystal e Gregório - o professor foi falando os nomes e nada dele dizer meu nome e nem de Justin, estava pensando nas possibilidades do que aconteceria caso Alisson soubesse que eu iria ter que fazer trabalho com ele, e como o trabalho era longo provavelmente iriamos ter que nós encontrar fora da escola, na minha casa ou na dele - Hannah vai com - comecei a dizer baixinho, Justin não, Justin não, Justin não - Hannah e Justin - ta de brincadeira né, tudo que eu menos queria nesse momento era ficar próximo dele, eu tinha que fazer algo, então levantei a mão - sim Hannah - o professor diz olhando para mim e consequentemente a sala inteira olhou
- não tem como eu trocar de dupla? - eu disse e ouvi Justin perguntar aos amigos dele por que eu não queria fazer o trabalho com ele
- não Hannah não tem, fiquei ontem algumas horas pensando nas melhores duplas e assim irá ficar - ele disse com a voz firme
- mais por que ele? - perguntei baixo e mais minha infelicidade ele tinha ouvido
- por que acho que você pode ajudar Justin a aumentar a média dele, peguei seu histórico escola e vi que tinha boas notas na Suíça - ele fala, legal precisava dizer pra todo mundo que eu estava na Suíça
- ta, ta - eu disse e o professor voltou a explicar o que deveríamos fazer no trabalho
- então alunos quero que vocês expliquem a reprodução humana, mas também achei importante colocarmos sobre a prevenção contra gravidez e doenças sexualmente transmissíveis  por isso separei esse tema para Hannah e Justin - ta de brincadeira, ela ta me mandando fazer um trabalho sobre sexo com o garoto mais pegador do colégio, já estava pensando no comentário que isso ia gerar no momento em que eu saísse da sala, o pior Alisson iria descobrir sobre isso, tentei me acalmar sobre isso, mas estava sendo meio difícil  logo ouvi o sinal tocar, guardei minhas coisas na bolsa e sai o mais rápido que eu pude, não queria encontrar Alisson, fui rápido até o estacionamento, desativei o alarme do meu carro e entrei, coloquei a chave e girei mais o carro não estava ligando, uma luz começou a piscar no painel avisando que a gasolina tinha acabado, mas como se ontem o tanque estava cheio, desci do carro e me abaixei alguém tira furado o tanque e a gasolina tinha vazado, olhei para todos os lados e vi Alisson rindo com suas amigas, ela estava com seu carro conversível, ela deu a partida e mandou um olhar pra mim que eu entendi o que aquilo significada "nada de ficar no caminho dela", peguei minha bolsa de dentro do carro e procurei meu iphone dentro dela, achei e liguei para meu pai, chamou cinco vezes e caiu na caixa de mensagens, desliguei e liguei para minha mãe a mesma coisa, ela não me atendeu, e agora como iria embora a pé? Não que eu morasse do outro lado da cidade, mas era meio longe para ir a pé, meus pensamentos foram interrompidos por uma buzina, olhei para o lado e vi Justin, ele dirigia uma range rover preta, ele sorriu pra mim
- quer carona? - ele disse de um jeito todo sedutor
- não precisa, eu me viro aqui - eu disse rezando para que ele desistisse e fosse embora
- te dou uma carona, assim vejo onde você mora pra fazermos o trabalho - eu sei que era uma péssima ideia, mas não tinha muita gente na escola e Alisson e suas amigas já tinham ido embora
- ta, ta - eu digo abrindo a porta e entrando, Justin fechou os vidros e ligou o ar condicionado, coloquei o sinto e Justin deu a partida
- então por que não queria fazer o trabalho comigo? - ele pergunta ainda sem tirar a atenção da direção, fiquei em silêncio, como iria dizer que era por causa de sua namoradinha - é por causa da Alisson? - ele me perguntou, olhei pra ele com uma cara meio obvia - entendi - ele diz - deve ter sido Alisson que fez aquilo no seu carro
- sim, mas acho que não é por causa da gente fazer o trabalho juntos, acho que ela nem sabe ainda - digo, pensando que nesse momento Katie deve estar contado para ela - e sim por que eu disse que não tinha medo dela
- um grande erro - Justin diz rindo
- mas depois do que eu soube que ela é capaz fiquei com medo dela, e eu não quero fazer o trabalho com você, já imaginou o que ela pode fazer comigo quando descobrir que você foi na minha casa - digo já imaginando o pior
- Alisson é uma boa garota, só é meio possessiva
- meio? - perguntei rindo 
- ta - ele fala suspirando - ela é bem possessiva, mas tem um coração grande
- a única coisa grande que ela tem são os seios dela né - digo rindo e Justin riu junto comigo
- é e são bem grandes mesmo - ele fala como se estivesse lembrando dos seios dela - mas você não me disse onde mora ainda
- ah condomínio Mayer - disse e Justin me olhou com uma cara de espanto - o que foi?
- aquele é o bairro mais rico da cidade
- fazer o que né - disse jogando meu cabelo para trás - e você mora onde?
- lá também - ele diz rindo - mas na última rua
- ah, eu moro na primeira rua - disse para ele
- a primeira rua é a rua dos maios ricos
- mas você também mora lá, também é rico - eu disse
- não tanto como você - ele disse sorrindo para mim
- não vou discutir com você pra saber quem é mais rico - disse - minha casa é aquela - disse apontando para a casa com o muro mais alto 
- por um muro tão alto? - ele perguntou parando o carro na frente do portão
- nunca entendi até hoje, mas acho que é por segurança e privacidade - eu disse
- entendi - disse Justin - mas então que horas posso vim fazer o trabalho? - Justin perguntou
- três horas - eu disse olhando para seu sorriso encantador
- tudo bem então - ele fala, tirei o cinto e abri a porta
- até depois Justin - digo sorrindo para ele
- até - Justin disse

Desci do carro e fechei a porta, Justin acenou pra mim de dentro do carro e deu a partida, abri o portão com meu controle e entrei, fui caminhando até minha casa, entrei subi direto ao meu quarto, fui ao meu closet escolher uma roupa pra usar pra fazer o trabalho, eu sei que eu Justin não faríamos nada mais além de estudar, mas vamos confessar né, ele é lindo.




4 comentários:

  1. Eu sempre acompanhei seu blog e sem duvida essa foi a sua melhor fic !! acho que seu jeito de escrever mudou um pouco (pra melhor) sério, to amando msm ! super ansiosa pra ver as brigas de alisson e esse trabalho do justin com a hannah ^^ continua logo ;D

    ResponderExcluir
  2. Perfect *-* continua plz :)
    (ex: Fc JB)

    ResponderExcluir
  3. Perfeita demais, sei não, mas acho que vai rolar algo nesse trabalho. Bom, continua logo, pelo amor de Deus!
    Beijos lindas!

    ResponderExcluir