11 de fev de 2013

Capitulo 1 - Be Alright

Hoje era pra ser um dia qualquer, se não fosse pelo fato de que não estou estou mais na Suíça e sim em Atlanta. Bem vocês devem estar meio confusos,vou explicar minha vida resumidamente. Sou filha de mãe brasileira e pai americano, nasci em Atlanta e vivi aqui até meus 10 anos, quando meus pais decidem me mandar para a Suíça para estudar em um internato, no começo odiei, iria ter que deixar amigos e familia, mas quando cheguei lá acabei gostando e depois de sete anos sem voltar para Atlanta meus pais resolvem me tirar de lá e me trazer para cá. Meu internato ficava em uma cidade bem pequena, lá não fazia calor, dificilmente saia sol e quando saia eu e mais as outras garotas de lá saíamos para irmos a praia que tinha lá. Hoje seria meu primeiro dia de aula em uma escola com garotos, vocês devem estar curiosos pra saber como eu sou, sou loira de olhos azuis, meu cabelo é liso e não tenho o corpo mais perfeito, odeio usar roupas curtas e minha pele é mais sensível que a maioria das garotas da minha idade (imagem). Cocei meus olhos e me sentei na cama olhando para meu quarto (imagem) meu quarto não tem muitas coisas, gosto de espaço e odeio ter coisas desnecessárias ocupando espaço, calcei meus chinelos rosas e caminhei em direção ao banheiro (imagem) depois de fazer minhas higienes, fui ao meu closet (imagem) eu sei, é um exagero, mas não tem como contraria minha mãe, eu acho que ela me dá tudo por que quando ela tinha minha idade ela não podia ter tudo que queria, é legal isso, mas as vezes é chato. Vocês devem estar se perguntando o que meus pais fazem, bem minha mãe é estilista e meu pai é dono do maior hospital particular de Atlanta, então devem entender por que eles tem tanto dinheiro, sim, eles, meus pais são ricos eu não. Escolhi uma roupa e a vesti
Fui ao meu quarto e coloquei meus materias na bolsa, peguei meu celular e desci até a sala de estar, meus pais já estavam sentados tomando o café deles

- bom dia pai - digo beijando sua bochecha - bom dia mãe - beijo a bochecha dela
- bom dia Hannah - diz meu pai
- Hannah isso é roupa de ir pra escola, a primeira impressão é a que fica - tava demorando pra ela falar da minha roupa - filha o sol esta brilhando lá fora e você está de moletom e calça jeans, poderia colocar um shorts ou um vestido
- eu sei mãe, mas você sabe como odeio minhas pernas e nem esta tão quente - digo enquanto colocava suco em meu copo
- ta filha, não irei falar mais nada - diz minha mãe, sei que ela ficou mal por isso, ela é estilista e eu devia andar sempre arrumadinha, mas não curto muito isso, até acho legal, mas não para mim
- pai vou poder ir com meu carro pra escola? - pergunto
- claro filha, mais cuidado - diz meu pai - agora preciso ir, estou atrasado para o hospital - ele me da um beijo na bochecha - quer carona? - ele fala olhando pra minha mãe
- claro, só preciso pegar minha bolsa - ela falando tomando mais um gole de seu chá - e filha qualquer coisa que precisar é só ligar
- ta mãe - digo sorrindo

Eles saem da sala de jantar e logo escuto a porta se batendo, olhei em meu celular e estava na hora de ir, fui ao meu quarto, escovei meus dentes fui até a garagem e peguei as chaves do meu carro, eu tinha um land rover que havia ganhado quando completei 16 anos, mas essa seria a segunda vez que estaria dirigindo, coloquei minha bolsa no banco do carona e coloquei as chaves, liguei o rádio e deixei tocando uma música qualquer, abri a porta da garagem e fui saindo com o carro, dei tchau para o jardineiro que cuidava das rosas e fui para a escola, o trânsito estava meio lento, mas não iria me atrasar, abri o vidro e pude sentir o vento encostar de uma forma delicada em minha pele, me fazendo sentir um alivio, depois de alguns minutos sentindo essa ótima sensação logo avistei o colégio, fui até o estacionamento e parei meu carro em um lugar qualquer, peguei minha bolsa e desci, todos me olhavam, isso era estranho, fui caminhando calmamente tentando ignorar os olhares e cochichos, entrei no colégio e me dirigi até a secretária, entrei lá e só tinha uma mulher, ela mexia em seu computador com um pouco de dificuldade

- com licença - digo para a mulher 
- oi - ela diz olhando para mim - posso lhe ajudar querida?
- claro, sou nova aqui e queria saber minhas aulas
- ah claro, Hannah Marin não é?
- sim - digo sorrindo
- aqui está seu horário de aulas e esse é a senha do seu armário - ela diz me entregando duas folhas
- obrigada - falo pegando os papeis de sua mão

Caminhei em direção aos armários, o meu era o 126, cheguei até ele e virei a tranca com os números até ele se abrir, vi qual seria as minhas primeiras aulas e peguei meus livros, matemática  comecei o dia muito bem, fechei meu armário e caminhei até a sala 12, cheguei lá tinha alguns alguns sentados conversando, me sentei na última carteira da fila do meio, coloquei minha bolsa em cima da carteira e fiquei esperando o sinal bater, não demorou muito e logo bateu, os alunos começaram a entrar na sala e logo o silêncio que havia ali logo que entrei havia sumido, por incrível que pareça ninguém estava me olhando, e isso era bom, já que eu não gostava de atenção, logo entra um homem na sala que aparentava ter uns 50 anos, quando ele entrou todos se sentaram e ele colocou suas coisas em cima da mesa e tirou uma folha que estava no meio de algum caderno dele, ele leu o papel e logo seus olhos começaram a olhar para toda a sala, até seus olhos pararem em mim

- Hannah Marin é você? - ele pergunta
- sim - digo
- seja bem vinda - ele diz
- obrigada - eu respondi morrendo de vergonha já que todos estavam olhando para mim

O professor guardou o papel e voltou a mexer em seus cadernos e logo os cochichos começaram "Marin, ela é filha do médio", "não sabia que eles tinham uma filha", " pra uma garota filha de uma estilista ela anda bem mal vestida" e por ai continuo as piadinhas

- silêncio alunos, vamos começar a aula - salva pelo professor

[...]

Hora do intervalo, todos saíram rápido da sala, fui até meu armário e deixei meus livros, caminhei em direção ao refeitório  chegando lá todos começaram a olhar pra mim e cochichar, caminhei até a fila onde pegava a comida, peguei um sanduíche e um suco, mas agora a pior parte não fiz amizade com ninguém iria me sentar onde, senti alguém esbarrar em mim, olhei e vi que era uma garota

- me desculpa - ela diz, ela aparentava ter minha idade, cabelos longos e ondulados, mais baixa que eu 
- tudo bem - digo
- ei você é nova por aqui não é?
- sim 
- você é Hannah Marin, não é?
- sim - eu digo
- eu sou Aria (imagem)
- prazer Aria - digo sorrindo
- ei ta afim de sentar comigo e minhas amigas? 
- claro - digo

Aria foi caminhando na frente e eu logo atras ia a seguindo, todos me olhavam dos pés a cabeça, logo ela se sentou em uma mesa com mais duas garotas, me sentei junto

- meninas essa é a Hannah 
- oi - digo sorrindo
- oi eu sou Emily - uma morena diz (imagem)
- prazer Emily
- eu sou a Spencer - uma outra garota diz (imagem)
- prazer - eu digo
- então Hannah você não é daqui né?
- bem, sou e não sou, nasci aqui mais com dez anos me mudei para a Suiça para estudar lá
- nossa - fala Aria - posso te fazer uma pergunta?
- claro - digo enquanto abria meu suco
- você é filha de Annie e Taylor Marin
- sim 
- sério? - fala Emily assustada - quero dizer, que legal
- eu sei, deve ser estranho já que minha mãe é estilista e eu ando toda desajeitada - falo rindo - mas tudo bem, sou filha deles mesmo
- mas então já fez amigos por aqui?- pergunta Spencer
- não, vocês são as primeiras que eu converso
- então iremos de explicar uma coisa, pra você não se meter em encrenca
- ta - falo
- então não se meta de jeito nenhum com Alisson - fala Aria
- Alisso? - digo
- a loirinha sentada no colo daquele garoto - ela fala olhando em direção a eles, olhei também e vi uma garota loira (imagem) ela estava sentada no colo do garoto mais lindo que eu já tinha visto em toda a minha vida
- e quem é aquele garoto com ela?
- aquele é Justin Bieber - fala Emily - capitão do time de basquete
- eles são namorados?
- não, eles ficam as vezes, Alisso que é apaixonada por ele, mas ele não é de namorar, ele só fica
- e uma coisa, não caia na lábia dele, Alisson irá fazer de tudo pra acabar com você
- terei cuidado com eles - eu digo
- qual é a sua próxima aula agora?
- biologia - eu digo
- ah que pena a nossa é inglês - fala Aria
- que pena mesmo - eu digo

[...]

Estava na sala esperando o professor chegar, quando vejo Justin Bieber entrando na sala com mais alguns garotos, eles riam e conversavam alto, eles se sentaram e o professor chegou

- e a aluna nova onde está? - sério mesmo que vou ter que erguer a minha mão, ergui ela bem disfarçadamente só para o professor vê - Hannah Marin - ele diz olhando para mim e todos me olham, mexi a cabeça numa forma de dizer que era - ótimo - ele diz, ele vira para a lousa e senti alguns olhares para mim, virei para trás e vi Justin olhando pra mim, ele sorriu e eu sorri de volta.

Espero que estejam gostando da nova fic.


5 comentários:

  1. Amando a nova fic !!!! sério, continua logo <3

    ResponderExcluir
  2. In Love nessa nova Fic, muito linda. Contnua logo linda, please!
    Beijos mesnina cheia de SWAG!

    ResponderExcluir
  3. Aaah que perfeito , quase morri quando vc dlt ou blog
    Continua

    ResponderExcluir
  4. Atrises de PLL ainw amo de mais cara <33

    ResponderExcluir
  5. Quaaaannnnnnta besteira!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir