13 de dez de 2012

Capitulo 22 - I Won't Give Up

- amigos andam de mãos dadas? - pergunta ela
- oh gosh - digo rindo - continuamos a ser amigos
- amizade colorida, sei bem o que é isso
- não - digo rindo - não é amizade colorida como nós filmes
- mas quer dizer que é uma amizade colorida?
- está me deixando sem palavras - digo morrendo de rir - somos melhores amigos, andamos de mãos dadas, me diga quem nunca andou de mãos dadas com algum amigos? - olhei para a plateia - viu todo mundo já andou de mãos dadas - digo rindo
- tudo bem - diz ela - mas Selena, como ela reagiu a essa amizade de vocês?.
- como assim? - pergunto
- como ela reagiu de saber que vocês tem uma amizade colorida ou ela não sabe ainda? por que bem, vocês duas são melhores amigas não são?
- sim somos melhores amigas, mas há nenhuma amizade colorida, somos amigos - digo rindo
- chega de falar de você e do Justin, vamos falar sobre seu futuro, o que vem pela frente?
- bem, estou assinando alguns contratos para comerciais, estou vendo mais lugares por onde minha turnê irá passar e logo, logo iremos gravar um novo clipe
- ual e podemos saber qual música é?
- isso ainda é segredo, mas assim que puder irei divulgar no twitter e no facebook, então fiquem de olho 
- você viu que já estou te seguindo né?
- vi sim - digo sorrindo
- então Nah queria agradecer mais uma vez por ter vindo aqui e se namorar o Justin quero ser a primeira a saber
- eu que agradeço - digo rindo - e tudo bem, você com certeza será a primeira

Ellen me abraçou me despedi dela e fui embora. Eu e Carin fomos almoçar e depois pegaríamos o avião para Los Angeles novamente 

[...]

- lar doce lar - digo jogando minha mala no chão e indo até o sofá me deitei e peguei meu celular, mandei uma mensagem pra Sel

"Cheguei agora em Los Angeles, o que acha de irmos no cinema e depois jantarmos?"

Logo ela responde

"Amei a ideia, mas fazemos assim, vamos ao cinema e depois vamos jantar na casa da Taylor"

Respondi

"Beleza, nós encontramos mais tarde"

Pensei em ligar pra Justin, mas lembrei que ele estava viajando, então liguei a TV e deixei em um canal qualquer, fiquei assistindo um filme até que cansei, fui ao meu quarto e tomei um banho, bem demorado, depois do meu longo banho, fui ao meu closet e escolhi a roupa que iria usar
Fiz uma make bem básica e deixei meu cabelo solto, peguei as chaves do meu carro e dirigi até o restaurante que tínhamos combinado, cheguei lá e nenhuma das duas tinham chegado, escolhi uma mesa e me sentei, fiquei mexendo em meu iphone enquanto elas não chegavam, respondendo alguns fans, não demora muito vi Sel e Taylor chegando

- oi - digo me levantando e cumprimentando elas 
- oi - diz Taylor, nó sentamos e fizemos nossos pedidos
- então Nah como ta você e o Justin? - pergunta Sel
- ah sei lá - digo
- já brigaram? - pergunta Taylor
- não haha, mas é que tipo, Sel é ex dele e não me sinto muito bem falando essas coisas perto de você
- amiga eu já disse que não precisa se preocupar, não sinto mais nada por ele - diz ela
- eu entendo - digo - mas ainda é estranho - digo rindo - ta, mas vou contar, estamos normal, ficando só
- entendo - diz Taylor


[...]

Algumas semana depois

Fazia algumas semanas que não via Justin, hoje ele iria voltar para casa, ele disse que era pra mim ficar pronta que ele iria me levar jantar, tomei um banho e me arrumei
Havia colocado uma lingerie vermelha por baixo, nunca se sabe o que pode acontecer né, depois de alguns minutos ouvi a campainha tocar, olhei pela janela e vi o carro do Justin na frente de casa, peguei minha bolsa e desci, ele estava lindo, fui até ele e o beijei

- sentia sua falta - digo beijando ele novamente
- também senti - diz ele me dando um selinho - vamos?
- sim - digo

Fomos até seu carro, embarquemos e fomos até o centro da cidade, estávamos no restaurante mais romântico de Los Angeles, entremos e nós sentemos em um lugar privado

- não sabe como sentia sua falta - digo
- eu também - diz ele sorrindo - mas preciso te falar uma coisa
- fale 
- depois do jantar - diz ele 

Jantamos, comemos a sobremesa e Justin estava sério parecia estar nervoso

- então vou ser direto, não podemos mais ficar, estou vendo que não é saudavel nem pra mim e nem para você
- você ta terminando comigo? - pergunto em choque
- por que devemos namorar - diz ele tirando uma caixinha de veludo roxo do bolso - aceita namorar comigo?
- isso é sério Justin?
- sim - diz ele sorrindo
- é claro que eu aceito - estendi minha mão e ele colocou o anel, o anel era lindo, tinha uma pedra de diamante e tinha seu sobrenome
Beijei ele - seu idiota, achei que queria terminar de vez comigo
- queria mesmo ver sua reação - diz ele rindo - mas vem, a noite não acabou ainda - diz ele levantando
- onde vamos?
- para minha casa - diz ele sorrindo

Saímos do restaurante e haviam alguns paparazzis lá, passamos direto e fomos para o seu carro, depois de mais ou menos vinte minutos chegamos a sua casa, descemos do carro e subimos as escadas até um quarto que eu nunca tinha entrado, Justin abriu a porta e ele estava coberto de rosas vermelhas e velas espalhadas pelo quarto
- isso é serio? - digo olhando pra ele
- deve vez faremos tudo ser especial - diz ele me beijando

Justin mode onn

O beijo foi longo e demorado, seus lábios quentes e úmidos, apertados junto aos meus, sua língua atrevida invadia minha boca fazendo uma balé frenético e deliciosamente saboroso, trocávamos nossos fluidos, misturávamos nosso desejo, a respiração tornava-se cada vez mais rápida, nossos braços e pernas se entrelaçavam roçando nossa pele, sentindo o calor dos nossos corpos, que exalavam o aroma do desejo.
Sua mão pequena e delicada, naquele momento, deslizava suave e atrevida, buscando pontos mais íntimos, explorando meu corpo, como se fosse à primeira vez, chegou entre minhas coxas e ali parou, segurando firmemente o que seria o instrumento do seu prazer, nesse momento a excitação era muito grande, suas palavras sussurradas ao meu ouvido, só contribuíam ainda mais para isso.
Ela elogiava minha ereção, dizendo que ele estava maior,mais volumoso e isso contribuía ainda mais para nossa excitação, queria saciar sua vontade, sua sede de desejo. Nesse momento ela que que já se acariciava, começou a se masturbar, beijava minha boca com vontade, chupava meu pescoço murmurando palavras picantes em meu ouvido, retirou a mão de sua vulva e levou até a minha boca o néctar do seu desejo, trazendo o delicioso sabor do seu prazer, demonstrando seu real interesse.
Tamanha era a excitação, que seus pedidos soavam como ordens, prontamente atendidas. Seu corpo, todo arrepiado, contorcia-se a cada toque que recebia, ela pedia, implorava, exigia, mais e mais minhas caricias. Sem menor pudor, esfregava freneticamente minha mão em sua intimidade, ela por sua vez, já não tinha mais coordenação, seu pensamento estava focado apenas no sexo e no prazer, suas mãos apertavam meu corpo, trazendo-me para junto a si.
Convicta das suas intenções, ela segurou meu pênis e começou a sugar gulosamente, engolia, tirava, sugava novamente, lambia, meu pênis a essa altura já latejava de tanta excitação.
Finalmente ela exigiu

- não aguento mais, entra de uma vez, forte e gostoso,coloca tudo, sacia meu desejo

Posicionei- me de frente a ela, com suas pernas entreabertas, encostei meu pênis rígido, a ponto de explodir na entrada daquela vagina quente, úmida e latejante, suplicando para ser tomada, esfreguei a ponta na entrada provocando-a mais um pouco , o que aumentava ainda mais sua excitação, ela continuava a se contorcer e querendo ser penetrada a qualquer custo, coloquei suas pernas em meus ombros, o que a deixava em uma posição mais favorável para o ato. Comecei a introduzir o meu pênis, que ia abrindo espaço naquela vagina pulsante em um ritmo delicioso, ela se contorcia e me puxava para dentro engolindo de uma só vez meu membro duro e latejante. A partir dai nada mais fazia sentido, ela gritava, urrava, pedia para que não tirasse e que fosse mais fundo, dizia que eu era seu homem, seu dono, que ela era somente minha. Explodimos loucamente de prazer, na busca de saciar nossa vontade, continuamos abraçados, com a respiração ofegante, naquele momento, o mundo poderia acabar, pois estávamos satisfeitos, ficamos ali por algum tempo ainda abraçados, juntos, descansando, mas como se faltasse algo, já com saudade daquele instante maravilhoso.
Tentamos dormir, mas, de fato, ainda estávamos empolgados, passei minha mão em suas nádegas, senti a contração de seus músculos internos, foi aí que percebi, de falto, que faltava algo, ela relutou, estava com medo, disse que não, mas era tamanha a sua excitação, que a abracei confiante e carinhosamente, que ela acabou cedendo, a cada contração, a cada movimento, a emoção aumentava, permitindo assim uma deliciosa penetração anal. Ela foi relaxando e cedendo devagar, percebia gradativamente que a sensação ficava melhor, até o ponto em que ela não resistiu mais e começou a arfar suas nádegas de encontro ao meu corpo. Ela urrava, num misto de dor e satisfação, dizia que se era dessa forma que a queria, assim fosse, que não ofereceria resistência, pois a sensação era maravilhosa. 
Não pude acreditar na excitação que Natalia demonstrava, por várias vezes, senti seu corpo vibrando nos momentos de êxtase, ela colocava seu rosto contra o travesseiro, na tentativa de abafar seus gritos, contorcia-se freneticamente de prazer, cada vez mais forte, tamanha era a voracidade dos seus movimentos.
Aquela delicada garota, com olhar singelo, lábios carnudos, boca sensual e rostinho meigo, naquele momento uma fêmea em toda sua plenitude, apaixonada e ao mesmo tempo devassa, objetiva e direta, ciente das suas intenções, querendo ser tratada como tal, satisfazendo seus desejos mais íntimos. 

Caímos na cama exausto, Nah sorriu pra mim, me deu um selinho e dormiu em meu peito.

Justin mode off

Acordei no outro dia cansada, porém feliz, senti as mãos de Justin em minha cintura, peguei sua mão e entrelacei nossos dedos
- bom dia princesa - diz Justin
- bom dia amor 
- dormiu bem?
- melhor impossível - digo lembrando da noite passada - ontem foi a melhor noite da minha vida
- da minha também - diz ele me abraçando mais forte - você estava tão... tão feroz ontem
- que vergonha - digo rindo
- por que? você estava ótima
- você tem que ficar lembrando o que eu fiz ontem
- ta, só guardarei pra mim ontem... mas adorei seu oral
- idiota - digo dando um tapa em seu braço
- isso doeu sabia - diz ele fazendo bico
- vamos tomar banho? - digo me virando pra ele
- sim

Justin levantou primeiro, ele estava nu, me enrolei no lençol e fui indo ao banheiro

- por que está enrolada no lençol se eu já vi tudo?
- por que ontem estava escuro né 
- mulheres - diz ele rindo

Fomos ao banheiro, tomamos um banho, sem muita safadeza, apenas com algumas caricias e beijos, terminamos o banho e eu coloquei minha roupa da noite passada

- amor vou pra casa - digo pegando minha bolsa
- por que? ta cedo
- vou trocar de roupa 
- tudo bem, ei vamos amanhã pra casa dos meus avós - diz ele
- tudo bem - digo sorrindo, fui até ele e o beijei - eu te amo
- te amo mais - diz ele me beijando

Fui para casa, mais do que feliz, eu devia estar sorrindo igual a uma boba, entrei em casa fui ao meu quarto e tirei aquela roupa, coloquei um shorts e um moletom, fui até a cozinha e comi um pedaço de bolo de chocolate que a empregada tinha deixado pronto, depois de comer deixei as coisas na pia e fui até a sala, peguei meu celular e vi que tinha um sms do Justin

"Já estou com saudade, vem aqui vem"

Respondi

"Bobo, vem você aqui, to com preguiça e não demore"

Ele respondeu

"Como minha namorada é mandona.... abre a porta amor"

Fui até a porta e abri pra Justin, ele usava uma calça de moletom, uma regata e um supra

- entra - digo dando passagem pra ele

Justin entra e vamos para a sala, ele senta no sofá e eu me sento em seu colo

- já falei com seu tio de você ir passar o natal comigo e minha familia e ele disse que tudo bem você ir
- ainda bem - digo sorrindo
- e o ano novo iremos para times Square
- sempre quis passar o ano novo lá, parece ser tudo de bom
- mas é tudo de bom mesmo... ei lembrei de uma coisa, minha familia tem uma casa no lago podíamos ir passar um final de semana lá
- é uma ótima ideia - digo - iremos ficar na casa dos seus avós mesmo?
- sim, ai você aproveita e conhece toda a familia
- e se eles não gostarem de mim? - pergunto
- impossível não gostar de você Nah - diz ele me beijando - o que acha de irmos almoçar?
- acho uma boa ideia, mas tenho que me trocar
- ta

Subi ao meu quarto e coloquei uma roupa qualquer
Peguei minha bolsa e desci na sala

- vamos? - digo
- sim - diz Justin
- ei vamos com meu carro mesmo 
- ta, mas eu dirijo
- nem pensar, ninguém pega no meu bebê
- eu não vou sair com você dirigindo vai estragar minha imagem
- de machista? Justin vamos logo por favor
- ta, ta - diz ele resmungando

Fomos até meu carro e eu fui dirigindo

- se eu estivesse dirigindo chegaríamos mais rápido - diz ele reclamando
- não reclame que já paro o carro e você terá que ir de apé
- você não teria coragem de fazer isso 
- só não faço por que meu tio ia me encher um monte - digo
- não tem coragem de deixar seu gostosão - diz ele se achando
- cala boca 

Depois de mais alguns minutos chegamos ao restaurante, estacionei o carro e entremos no restaurante, Justin escolheu uma mesa e nós sentamos, fizemos nossos pedidos e enquanto eles não chegavam conversávamos

- ei o que posso dar de presente para sua familia
- você vai dar pra todos? - pergunta Justin
- sim né, tenho que retribuir eles de alguma maneira 
- ah primeiro vai lá conhece eles e depois você escolhe o que dar
- nossa que namorado ótimo que tenho
- também te amo - diz ele beijando minha bochecha
- bobo - digo dando um selinho nele
- Natalia é você ? - diz uma voz masculina, olhei para trás e vi Francisco meu primeiro namorado
- Fran é você? - digo me levantando - quanto tempo - digo abraçando ele
- eu que o diga, você está tão diferente, continua baixinha mas ta diferente - diz ele rindo
- idiota - digo batendo em seu braço - mas o que faz aqui? - pergunto
- sou modelo, estou fazendo uns trabalhos por aqui
- ata
- e você? vi várias fotos suas em capas de revista, virou cantora é?
- é, pra você ver - digo rindo, ouvi uma tosse olhei e Justin estava sentado sério
- Fran esse é Justin meu namorado - digo
- e ai beleza? - diz Justin
- beleza - diz Fran - cara acho bom tomar conta dela, por que do jeito que eu conheço ela os garotos vão cair matando em cima dela
- sei cuidar do que é meu - diz Justin me puxando e fazendo eu me sentar em seu colo
- quer almoçar com agente? - pergunto
- claro - diz ele se sentando
- então me conte como ta a sua mãe? - pergunto
- minha mãe ainda ta no Brasil, convidei ela pra vim morar comigo mas disse que de lá ela não sai - diz ele rindo
- bem a cara da sua mãe mesmo - digo rindo - depois que você virou modelo esqueceu de mim e dos seus amigos né 
- não esqueci não princesa, só que eu acabei perdendo meu celular e meus contatos se foram, pedi pra minha mãe mas ela sempre esquecia de me passar 
- essa eu deixo passar - digo - então namorando?
- nada, to solteiro, depois que agente terminou não consegui namorar mais ninguém - fiquei sem reação
- a comida ta demorando né - diz Justin 
- um pouco - eu digo

[...]

O almoço tinha sido mais ou menos assim, apenas eu e Francisco falando e Justin concentrado em seu iphone, saímos do restaurante e estava cheio de paparazzis, nós despedimos dele e entremos em meu carro, dessa vez Justin ia dirigir, os paparazzis vieram todos para cima do carro, Justin começou a buzinar descontroladamente e pisava no acelerador

- calma Jus - digo pra ele
- calma nada, não da pra mim sair que eles vem todos pra cima
- amor calma, esse é o trabalho deles - digo com minha mão em cima de sua perna

Justin ficou em silêncio, depois de alguns minutos conseguimos sair dali, mas tinha alguns carros nos seguindo, mas sorte que os vidros são escuros

- eles não cansam?
- amor por que você ta assim?
- você ainda pergunta? - diz ele com um pouco de raiva
- não entendi - digo

Continuo com comentários +14

Anônimo: olha eu não curto muito Jelena, mas não tem como colocar fotos sem casais sem ser Selena, não até tem como, mas prefiro colocar com o Justin pra ter mais realidade e se não gosta das fotos, não posso fazer nada e em relação a Selena, amo ela, acho ela super linda e talentosa então não vou parar de postar fotos dela. 

Belieber: obrigada linda

Canadians Boys: own seja bem vinda linda, obrigada

Malu Bieber: own linda obrigada, lerei o quanto antes

AATW: haha obrigada amor

Jubs: obrigada linda, Beliebers são assim uma ajuda a outra, AHHHHHHHHHHHHHH li sua ib ta perfeita demais, continua 

Imagine Belieber: obrigada amor

@OxigeniaBeadles: seja bem vinda amor

Ganhei mais um selinho
Regras

1 - Você deve enviar esse selinho a 5 blogs diferentes
2 - Deve avisar o dono que ele recebeu esse selinho
3 - Deve postar o selo que recebeu no blog
4 - Responder no blog as perguntas feitas por que te deu os selinhos

Perguntas para Responder

1- O que admira em Justin?
2 - O que faria se tivesse um noite inteira com ele?
3 - Que palavra ou frase em português você ensinaria a Justin?
4 - Que música você gostaria que ele cantasse pra você?

ESSES SELOS VÃO PARA

http://thebestsummer-justinbieber.blogspot.com.br/
http://imginebelieberiloveyou.blogspot.com.br/
http://www.biebesseduction.blogspot.com.br/
http://yourlatingirl.blogspot.com.br
http://imaagiinebeliieber.blogspot.com.br/









8 comentários:

  1. Continua linda :)
    SUA IB É PERFEITA :D
    TE AMO MUCHO

    ResponderExcluir
  2. Obrigado,de nada !
    Ameeei esse capitulo !
    Continua,Xoxo'

    ResponderExcluir
  3. menina do ceu!! Tenho medo das suas partes hots as vezes eu nem leio aihauahauja mas ta perfeito >< olha eu vo cobrar hein¡!! vc temmmmm q ler

    ResponderExcluir
  4. Continuuuuuua,tá ótimo,perfeito,manifico!

    ResponderExcluir
  5. Awnn brigada! Vou continuar sim ai te aviso! E a sua ib tipo.... Esse cap foi mt dahora haha, e esse ex dela hein 6) kkkk mais prefiro o jus obvio kkk

    ResponderExcluir